Vacilos que custam caro no final

Chances desperdiçadas levam o Flamengo a mais um empate amargo.

Em um campeonato de pontos corridos, a eficiência e a regularidade são os fatores que fazem uma equipe ser campeã. Definitivamente, o futebol rubro-negro apresentado neste domingo não foi regular nem eficiente.

Quanto à efetividade: foram várias chances desperdiçadas durante a partida, e a sina de não decidir jogos relativamente “fáceis” continua.

Quanto à regularidade: A equipe fez um bom primeiro tempo, contra um adversário que brigará conosco durante todo o campeonato pelas posições da parte de cima da tabela. Já na segunda etapa, o Flamengo sumiu, e sonolento, cedeu o empate.

Tivemos também a estréia do garoto de 150 milhões. Não era o ambiente propício para a estréia de Vinícius, que foi integrado ao profissional na quinta. O garoto ainda não está entrosado e claramente sentiu a pressão. O ponto positivo é que a torcida pareceu entender que será necessário ter paciência com esse momento de transição Base-Profissional.

No mais, 1 pontinho difícil de engolir, mas devido às circunstâncias, que ficou de bom tamanho.

Espero que nossos atacantes estejam mais afiados para o jogo dessa quarta, e que o elenco não caia na pressão e na catimba Argentina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *